A melhor pasta dentífrica para dentes sensíveis: O que contém?

A melhor pasta dentífrica para dentes sensíveis: O que contém?

Escovar o dentes com a pasta dentífrica indicada melhora a saúde dos seus dentes a longo prazo, mas a melhor pasta dentífrica para dentes sensíveis pode aliviar o seu desconforto em apenas duas semanas.

Os dentes tornam-se sensíveis quando a polpa dentária dispõe de pouca ou nenhuma proteção contra a alteração brusca de temperatura, normalmente provocada por certos alimentos. A polpa dentária é um tecido mole composto por nervos e vasos sanguíneos que se estende da raiz do dente até à dentina, pela qual é revestida. Por cima da dentina encontra-se o esmalte, que cobre os dentes acima da linha gengival, e o cemento, que reveste a raiz dos dentes por baixo da coroa. Eis o que deve fazer para proteger estas superfícies:

Proteção do esmalte

O esmalte e o cemento protegem a parte interior do dente. Contudo, quando há desgaste ou fraturas, os nervos da polpa dentária ficam vulneráveis. Algumas pessoas têm o infortúnio de possuir naturalmente uma camada fina de esmalte. E os alimentos frios, quentes, doces e ácidos podem estimular os nervos da polpa através dos túbulos da dentina, que ligam o interior à superfície do dente, causando dor.

Algumas causas de erosão ou desgaste do esmalte incluem cáries dentárias, escovagem agressiva, uso de escovas duras, consumo de bebidas ou alimentos com alto nível de acidez, ranger os dentes (bruxismo) durante a noite, recessão gengival e alguns procedimentos dentários, como o branqueamento – embora este efeito seja temporário. Por este motivo, a melhor pasta dentífrica para dentes sensíveis fortalece o esmalte e contém ingredientes que protegem os nervos dos estímulos provocados por alimentos frios e quentes. Dependendo da causa da sua sensibilidade dentária, a escovagem regular com uma pasta dentífrica para dentes sensíveis pode ser o único tratamento de que necessita.

 

Nitrato de potássio

O nitrato de potássio é um composto especial incluído na pasta dentífrica para dentes sensíveis e que não se encontra nas pastas dentífricas regulares. Este ingrediente bloqueia as vias que ligam a superfície do dente à polpa dentária, protegendo os nervos e dessensibilizando-os para reduzir o desconforto. Pode demorar entre duas a quatro semanas para notar o efeito de escovar os seus dentes com uma pasta dentífrica para dentes sensíveis.

 

Flúor

A melhor pasta dentífrica para dentes sensíveis contém flúor, que fortalece o esmalte enfraquecido ou desgastado e ajuda a prevenir os primeiros sinais de cárie dentária e a travar a sua evolução. Embora muitas pastas dentífricas de venda livre contenham flúor, o seu médico dentista pode prescrever-lhe uma pasta com maior concentração de flúor para tratar a sensibilidade dentária. Géis de flúor que contêm uma pequena quantidade de fluoreto de estanho e outros que contêm fluoreto de sódio podem ser prescritos por dentistas para ajudar a aliviar o desconforto dentário.

 

Cuidar dos dentes sensíveis

Se a sua sensibilidade dentária for resultado de cárie dentária, apenas o Profissional de Saúde Oral pode resolver o problema. Se as causas forem de outro tipo, é possível tratar a sensibilidade dentária em casa, usando regularmente uma pasta dentífrica para dentes sensíveis. Inicialmente, pode ser um pouco desconfortável escovar os dentes sensíveis, mas, com o tempo, se o fizer duas vezes por dia com a pasta dentífrica indicada, vai reduzir a sua sensibilidade. Use uma escova suave e evite escovar com muita força. Se o problema persistir, o seu médico dentista pode recomendar outros tratamentos, como remoção do tártaro (destartarização) ou enxertos gengivais.

 

Não há necessidade de viver com desconforto quando existem pastas dentífricas e outros tratamentos disponíveis para quem sofre de sensibilidade dentária. Em apenas duas semanas, poderá voltar a comer e a beber as bebidas e os alimentos de que mais gosta.

 

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde oral. Este conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Procure sempre a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

Artigos relacionados